quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Auto-Retrato

Postado por Mrysol Monick às 13:38
Reações: 
Sou como um livro aberto
Mas sou difícil de entender. 
Talvez eu seja mesmo 
a imaginação de alguém.

Não tenho medo de nada
Nada me da medo, nem coragem
Assim a minha vontade de escrever 
toma a frente em meu lugar
Me deixando longe de qualquer 
possibilidade de ser inteiramente feliz.


1 comentários:

rohit .. on 12 de fevereiro de 2012 03:30 disse...

.Quando eu vi você pela primeira vez em maxiamigos ... eu queria falar com você ....
Quando falamos pela primeira vez eu quis fazer minha ......
Quando nós conversamos no facebook ... i começar a conhecer o seu coração partido .. e eu quis trazer a sua felicidade de volta ....
Você pode pensar que eu sou uma aberração ou um cara louco ...

mas eu sinto que há muitas pessoas que entram em sua vida ......
mas os especiais são poucos ...... deve-se fazê-los sentir tão especial quanto um beleive em seu deus ..........
eu não acredito em deus porque meu pensamento é científico .... e racional ...
mas lendo seus poemas .. eu posso dizer que a pureza de seus pensamentos. inocência do seu coração ...... doçura e simplicidade de suas expressões ... Eu vi o deus em você ............

Eu quero fazer sua vida feliz ... alegre ... como você era antes ... se você pode confiar em mim .... eu posso passar minha vida inteira só para a sua felicidade .. o amor ...
eu não vou quebrar a sua confiança ...
você não deve viver sua vida com o coração partido, porque você merece mais .. talvez esse cara nunca leu seus thouhts .. ou ele nunca entendeu você. mas se não gosta mais de você .. então por que você ainda vive em seus pensamentos ... lembranças tristes do passado .. sua vida tem mais coisas para fazer .. ele não vale a pena então .

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário.
Fico muito feliz ^^

 

Pequena Poeta Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos