quinta-feira, 24 de maio de 2012

Gelo

Postado por Mrysol Monick às 19:46
Reações: 
Fecho os olhos lentamente 
e minhas lágrimas decorrem 
os sonhos perdidos 
Se desliza o feno estanciado 
em minha retina... 

De repente a brisa atinge meu rosto 
sinto um arrepio, gelado 
Meus lábios ficam entorpecidos 
por algo frio como sorvete 
que tem no final um gosto doce... 

Eu caio, e fico a espera 
do socorro... enterrada 
por uma porção de gelo 
Estou com frio 
enterrada e angustiada 
"Onde está o meu socorro"! 

Infelizmente a sombra 
da noite apaga a última estrela 
brilhando no céu 
Eu já estou paralisada 
como uma estátua de cristal 
que a qualquer momento 
pode se quebrar 

Muda e enlouquecida 
Sim, é assim que eu me sinto 
quando estou sozinha... 
como estou agora... 
como estou sem você...


1 comentários:

rohit .. on 28 de maio de 2012 05:28 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário.
Fico muito feliz ^^

 

Pequena Poeta Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos