terça-feira, 6 de março de 2012

Flor

Postado por Mrysol Monick às 12:03
Reações: 
Cheiro de flor de cemitério...
Ardente e fugaz
Beleza desconhecida,
que só os mortos conhecem...

Ah! Seu perfume
me deixa alucinado
dor de amor...
dor de ódio...
dor de dor...

Como é bom sentir suas pétalas...
Nunca morre
Jamais morre
como a bela adormecida...

Quem sabe um dia a doce flor
possa de deslumbrar de um beijo
ou pelo menos... 
que lhe quebre o encanto de ser...
Bela e paralisada....



0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário.
Fico muito feliz ^^

 

Pequena Poeta Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos